quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

POR VINGANÇA, JUDICIÁRIO DEVE PRENDER LULA


NOTA POLÍTICA
POR VINGANÇA, JUDICIÁRIO DEVE PRENDER LULA


A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas em pé, terno e área interna


É duro sabermos que o Lula pode ser preso. Nós estamos revoltados, cada um à sua maneira e fazendo reflexões sobre o estado de catástrofe a que chegamos. Espero sinceramente, que reconheçamos que a esquerda brasileira contribuiu para que chegássemos ao estado que vivemos hoje.
Quando o PT, um partido de bases progressistas sob o comando de Luiz Inacio Lula da Silva chegou à presidência da República em 2002 foi como uma luz de esperança que finalmente conseguiria deter as oligarquias que sempre mantiveram o poder por séculos. Parecia que finalmente o Brasil tinha criado asas e que começaria a caminhar para um futuro melhor.
Conseguimos finalmente durante o governo Lula uma sobrevida que nos deixou exultantes e certos que aqueles tempos jamais voltariam. Pensamos que as oligarquias aceitariam a ascenção social que saltava aos olhos do país e do mundo. No entanto, o que começamos a perceber foi uma enorme e incontida frustração quando nos deparamos com um partido que isolou o seu líder maior. Deixou-o distante de todos os que realmente necessitavam dele, embora as ações que beneficiavam aos mais pobres fossem recebidas e reconhecidas.
O tempo passou...os que militavam ficaram distantes, cada vez mais distantes, vendo, percebendo o que estava acontecendo. Os senhores “donos” do poder esqueciam que militantes são aqueles que mais conhecem as necessidades ao redor, os outros estão em cátedras. Não quero lamentar… já o fiz por longos anos e quantas vezes briguei como ainda hoje. Em alguns casos olhada como inimiga… mas a luta continua.
Pelo Luiz Inácio Lula da Silva, pelo Brasil, por todos os que foram vilipendiados, desprezados e encarados como nada.
Ficou mais uma vez a tristeza diante dessa oligarquia jurídica ao lado de uma elite batedora de panelas que exalta seu poderio condenando o que chamou de maus exemplos e disse ser inaceitável agressões à Justiça. "A nós, servidores públicos, o acatamento irrestrito à lei impõe-se como dever acima de qualquer outro. Constitui mau exemplo para o cidadão. E mau exemplo contamina e compromete",
Realmente Ministra, todo mau exemplo dado pelo judiciário desde 2016 quando impeachmaram uma Presidenta decente e honesta, que tinha seus defeitos pessoais menos os que lhe imputaram, que os senhores começaram a nos tratar muito mal e o que fizeram com o sempre Presidente Lula, nós nunca perdoaremos.
Maristela Farias – Jornalista DRT 1778/PE
Postar um comentário