quinta-feira, 16 de novembro de 2017

MARCELO AULER :JORNALISTA CENSURADO POR MINISTRO DO STF, ENQUANTO OS DEMAIS FICAM CALADOS

NOTA POLÍTICA
MARCELO AULER, JORNALISTA CENSURADO POR MINISTRO DO STF ENQUANTO OS DEMAIS SILENCIAM.

A imagem pode conter: texto

Você já ouviu falar no compositor Julinho da Adelaide? Eu sim, porque em 1974 eu tinha 31 anos e já era bastante velhinha e tarimbada.
Acorda amor/Eu tive um pesadelo agora,/Sonhei que tinha gente lá fora,/Batendo no portão, que aflição!" Estes versos são da canção "Acorda, Amor", também conhecida como "Chame o Ladrão", de autoria de Chico Buarque de Holanda, considerado um dos grandes nomes da Música Popular Brasileira contemporânea. No entanto, quando gravados pela primeira vez, no LP "Sinal Fechado", de 1974, foram atribuídos a um desconhecido, chamado Julinho da Adelaide. Na verdade, mais que um pseudônimo, Julinho da Adelaide foi um artifício de que Chico Buarque se utilizou para burlar a implacável censura que lhe impunha o governo militar do Brasil da época. A situação de Chico havia chegado a tal ponto, nos governos Médici, de 1969 a 1974, e Geisel, de 1974 a 1979, que os censores nem se davam ao trabalho de avaliar suas composições. Bastava que a autoria fosse dele para uma canção ser proibida de vir a público.
Bom, agora o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, trouxe a censura de volta à imprensa; o magistrado manteve a decisão de proibir o jornalista Marcelo Auler de divulgar em seu blog duas reportagens sobre a operação Lava Jato, jogando por terra a frase, que não achei famosa, da ministra Carmen Lúcia: “Cala boca já morreu”.
Morreu nada ministra! O seu colega de bancada indicado pelo golpista Temer, atendeu pedido de um determinado juiz do 8º juizado do Paraná e de uma delegada chamada Elika (de novo uma mulher!) que proibiram a divulgação de matérias do jornalista Marcelo Auler (já estou achando que é perseguição viu Auler?) porque no entendimento do ex-advogado do PCC, “a decisão do juiz foi legal por não ter sido censura prévia, mas realizada a partir da análise do que foi publicado. Para ele, a censura é uma forma de reparação de dano.”
Alguém duvida que a censura, pelo menos com o indicado do golpista, ressuscitou?
Eu não… mas como nenhum dos ministros do STF se pronunciou apesar de considerarem inconstitucional, tudo indica que aprovaram.
Marcelo Auler, você está sendo censurado por um ministro indicado pelo golpista. Isto significa que você está do lado correto. Do nosso lado, como sempre.
Maristela Farias – DRT 1778/PE
Postar um comentário